Regulamento

SOBRE O CIRCUITO

Serão três provas no formato Downwind. As distancias aproximadas são: 12, 30 e 30 Km . O campeão da Tríplice Coroa é o atleta com a maior soma de pontos após as 3 provas

Prova 1 SPOT Paddle 30k prova com 20 Km, largada em Mucuripe e chegada na Praia de Icaraí . Embora também possa ser realizada por atletas sem muita experiência no Downwind, esta prova já exigirá o uso do localizador SPOT Gen 3. Pontuação média

Prova 1 Aloha Spirit Downwind, prova com 12 Km, largando de Mucuripe e chegando na Barra do Ceará. Esta prova é a mais curta das três, será sempre a primeira, onde o atleta tem a possibilidade de se ambientar com o tipo de mar, não havendo a necessidade de distanciar-se muito da costa. Não será exigido o uso de SPOT Gen3 nesta prova, apesar de aconselharmos o uso. É uma prova introdutória que aceita também o atleta inexperientes no Downwind. Pontuação baixa

Prova 3 W2 Downwind, prova com 30 Km, largando de Mucuripe e chegando na frente do hotel oficial em Cumbuco. Está é a já consagrada e importante prova chamada W2 Downwind. O W2 , terá janela de espera, ou seja, será realizada no melhor dia de três dias possíveis. Uso do localizador SPOT Gen 3 é obrigatório e o atleta deve providenciar o seu. Pontuação máxima

As provas de downwind são vencidas não pelos atletas mais fortes, mas sim por aquele com maior habilidade para surfar as ondulações durante o percurso.

As três provas que compõe a Tríplice Coroa, são técnicas onde não basta estar bem preparado fisicamente, o atleta deve estar também preparado psicologicamente, saber fazer uma boa leitura do mar, ondas e ventos, para que possa competir de forma desafiadora, mas segura. É importante ressaltar que, a alimentação e a hidratação, tipo de roupa x temperatura da água, são fatores determinantes para o sucesso e segurança do atleta.

REGULAMENTO

O regulamento do circuito e de cada uma das provas, deve ser conhecido em todos os seus detalhes antes de efetivar a inscrição, pois não haverá devolução integral do valor pago, por simples desistência do atleta, tão pouco será acatada o argumento de que “não tinha conhecimento do regulamento”.

Tenham especial atenção ao item EQUIPAMENTOS OBRIGATÓRIOS e demais regras de segurança.

O atleta que estiver inscrito e no momento da largada, apresentar qualquer desacordo ou a falta de algum equipamento obrigatório, será IMPEDIDO de largar, e caso o faça, não será mais responsabilidade da organização. As autoridades navais serão imediatamente reportadas caso o atleta desrespeite a ordem de não largar.

Todas as exigências feitas neste regulamento buscam atender três pontos muito importantes para todos: Agradar o competidor, seguir o modelo próximo ou igual daquele que é realizado fora do país, e por fim atender as exigências da Marinha / Capitania dos Portos, impostas à organização para obtermos o “nada a opor”.

Um dos pontos que fará com que a integridade física de cada competidor esteja assegurada, é a obrigatoriedade do equipamento SPOT quando exigido.

Transporte de pranchas, canoas e surfski

Importante . A organização indicará uma empresa que fará o transporte ida e volta, assim como toda a logística em cada uma das provas, mas esta é uma relação entre atleta e empresa de transporte, que não envolve a organização.

  1. SOBRE MODALIDADES E CATEGORIAS

Será declarado campeão da Tríplice Coroa, e irá ganhar a placa com o seu nome no troféu, o atleta que somar o maior número de pontos nas três etapas independentemente da idade. O campeão da Triplice Coroa ou a classificação geral final, será overall ou classificação única por modalidade e categoria, sem separação por idade, porém em cada uma das provas as premiações serão sim por idade de acordo com o descritivo abaixo que pode ser alterado em função da adesão ao final do período de inscrição

Stand Up Paddle

SUP Stock . Pranchas modelo Race, sem leme, sem tamanho mínimo, mas com tamanho máximo de 14 pés

Masculino, Masculino 40+ e Masculino 50+

SUP Unlimited . Pranchas modelo livre, com ou sem leme, sem tamanho mínimo ou máximo.

Masculino e Masculino 40+ e Feminino

Canoa Havaiana

Canoa OC1 . Apenas embarcações com leme

Masculino, Masculino 40+ e Feminino

Surfski

Single . Embarcação para um remador

Masculino e Masculino 40+

  1. SOBRE PREMIAÇÃO

2.1 – Em cada prova, em cada uma das categorias do item 1, os atletas que se classificarem entre os três primeiros, subirão ao pódio e serão premiados com uma medalha ou troféu exclusivo do desafio.

2.2 – Todos os atletas que concluírem o desafio composto por 3 provas, receberão uma medalha de FINISHER.

2.3 – “Poderá existir” premiação em dinheiro para o primeiro ou até os três primeiros colocados da Tríplice Coroa ao final das três provas, em cada uma das modalidades categorias principais. A organização anunciará a qualquer momento esta premiação e seus valores, caso exista.

2.4 – Quando houver premiação em dinheiro, o valor será entregue apenas para o campeão da Tríplice Coroa, em cada uma das modalidades e não por campeão em cada prova;

2.5 – Será contemplada com premiação em dinheiro apenas a modalidade que somar no mínimo 5 inscritos.

  1. SOBRE EQUIPAMENTOS OBRIGATÓRIOS POR MODALIDADE

3.1- Stand Up Paddle . Uso obrigatório da cordinha em perfeitas condições de uso (NÃO SERÁ PERMITIDO QUALQUER CORDINHA IMPROVISADA OU CASEIRA), levar hidratação, apito em local de fácil acesso e celular com telefones da organização gravados e dentro de capa impermeável que facilite ser usado em caso de emergência e por fim o localizador via satélite SPOT nas provas de 20 e 30 Km.

3.2 – Canoa Havaiana V1 e OC1 . Uso obrigatório da cordinha em perfeitas condições de uso (NÃO SERÁ PERMITIDO QUALQUER CORDINHA IMPROVISADA OU CASEIRA), colete salva vidas no corpo, apito em local de fácil acesso e celular com telefones da organização gravados, dentro de capa impermeável que facilite ser usado em caso de emergência por fim o localizador via satélite SPOT nas provas de 20 e 30 Km. (Além destes itens obrigatórios aconselhamos que seja levado um remo extra)

3.3 – Surfski . Uso obrigatório da cordinha em perfeitas condições de uso (NÃO SERÁ PERMITIDO QUALQUER CORDINHA IMPROVISADA OU CASEIRA), colete salva vidas no corpo e celular com telefones da organização gravados, dentro de capa impermeável que facilite ser usado em caso de emergência por fim o localizador via satélite SPOT nas provas de 20 e 30 Km.

  1. SOBRE O USO DA CAMISETA OFICIAL

4.0 – Todos os remadores deverão obrigatoriamente usar a camiseta de competição, sob pena de desclassificação.

  1. SOBRE A RECEPÇÃO DOS ATLETAS, MEDIÇÃO E KIT.
    • – No Kit do atleta será entregue numeral Tatoo que deve ser aplicado no braço ou mão ou perna. Numeral adesivo deve ser aplicado na prancha, canoa ou surfski, em local que não descole (aconselhamos o deck) e camiseta que deve ser usada na prova, por cima do colete para as categorias que tenham esta exigência. Esta camiseta de competição será a mesma para uma ou mais provas.
    • Não existirá a medição de pranchas, mas ela poderá ser exigida por qualquer competidor que deseje a confirmação da prancha de atletas adversários.
    • O briefing sobre a competição será realizado no dia anterior à competição, em local e horário descritos no site, salvo quando a organização anunciar que realizará antes da largada.
  1. SOBRE EMBARCAÇÕES NA ÁGUA

6.1 – Barcos da organização. O atleta deve ser autossuficiente, mas poderá contar com o auxílio dos barcos da organização que estarão acompanhando a prova estrategicamente.

6.2 – Aproximação entre barco e atleta. A aproximação de barcos estranhos coloca em risco não só o próprio atleta, como os demais competidores. Caso os atletas optem por levar barcos de apoio todas as exigências da clausula 10 devem ser cumpridas!

OBS: A aproximação de embarcações estranhas ao evento não será considerada uma transgressão ao regulamento em caso de necessidade urgente de apoio ou quando o competidor estiver sob risco de qualquer natureza, neste caso estamos falando de barcos que passam aleatoriamente pelo evento e recebem a sinalização de ajuda do atleta.

6.3 – Procedimento de aproximação. A aproximação entre atleta e o barco deve ser feita pelo atleta, pois a embarcação estará sempre e obrigatoriamente em ponto morto. O barco deve manter a distância mínima de qualquer atleta de 10 metros e a aproximação final desta distancia deve ser feita pelo competidor. Esta regra não se aplica a barcos de salvamento da organização pois serão pilotadas por Guarda vidas profissionais.

  1. SOBRE A NUMERAÇÃO DAS EMBARCAÇÕES

Quando houver, todos os remadores devem estar o tempo todo com suas embarcações numeradas.

  1. SOBRE EQUIPAMENTO AVARIADO OU QUEBRA DE EMBARCAÇÃO

8.1 – Quebra de remo . Em caso de quebra de remo ou qualquer outra falha no equipamento, o competidor será resgatado da água, e automaticamente desclassificado. Caso ele tenha um barco de apoio próprio, este poderá receber outro remo e continuar na prova. Obs. Aconselhamos que o atleta leve remo extra no próprio barco ou prancha.

  1. SOBRE CANCELAMENTO OU MUDANÇA DE DIA OU HORÁRIO, DE PERCURSO E OUTROS. SOBRE RESTITUIÇÃO DE INSCRIÇÃO.

9.1 – A competição pode ser cancelada e transferida para uma nova data, caso as condições do mar ofereçam riscos acima do permitido, e quem avaliará e decidirá sobre isso, será a direção de prova e os representantes da Capitania dos Portos local / Marinha. O atleta NÃO terá qualquer influência nesta decisão e qualquer atitude constrangedora ou ofensiva aos representantes da organização e/ou capitania, por parte do competidor, será rigorosamente penalizadas pela organização. Em caso de mudança de data, o atleta impossibilitado de participar, terá a inscrição transferida para a etapa seguinte ou para o ano seguinte. Não há devolução do valor.

9.2 – A competição pode ser cancelada ou mudar a data, sem antecedência mínima, e sem a devolução de inscrição, caso o poder público, seja ele da esfera municipal, estadual ou federal, bem como órgãos oficiais que autorizam eventos em ambiente público ou privado, retirem o nada a opor por motivos que estes julgarem justificáveis. Em caso de mudança de data, o atleta impossibilitado de participar, terá a inscrição transferida para a etapa seguinte ou para o ano seguinte. Não há devolução do valor.

9.3 – O inscrito tem até 7 dias úteis após a inscrição para solicitar a devolução (de acordo com o código do consumidor). Após este período, não haverá devolução. Caso o atleta tenha algum problema inesperado de saúde, será devolvido apenas o valor de 50% do valor pago, menos taxas. Neste caso a organização exige o atestado médico, com carimbo do médico e telefones de contato.

  1. EXIGÊNCIAS E REGRAS PARA EMBARCAÇÕES PRÓPRIAS

10.1 – Sobre o piloto e tripulação. Cada barco deve ser comandado por piloto habilitado e experiente na região. Cada barco deve ter além do piloto um ajudante pois em situação de ajuda o piloto não pode abandonar a condução do barco.

10.2.1 – Cada embarcação deve obrigatoriamente ter rádio de comunicação para que possa se comunicar com outras embarcações e receber informações da capitania local via canal 16

10.2.2 – Cada embarcação deve ter os equipamentos de salvatagem exigidos pela marinha bem como a validade destes itens dentro do padrão exigido em águas brasileiras.

10.2.3 – cada embarcação deve ter um cabo de no mínimo 6 milímetros para puxar embarcações dos atletas e outro com boia na ponta para ser lançado em caso de resgate

10.3 – Habilitação e documentação da embarcação. Todos os barcos e pilotos devem estar devidamente documentados e habilitados.

10.4 – Horários e conduta. Os barcos de apoio deverão respeitar antes, durante e depois da competição todas as regras e orientações da organização.

11 – DIA DA COMPETIÇÃO

11.1 – Horário . Os horários serão respeitados e a organização não esperará nenhum atleta por nenhum motivo. Prepare-se para que não tenha problemas.

11.2 – Desembarque e preparação do equipamento. A organização não fornecerá staffs para qualquer ajuda, o atleta deve trabalhar sozinho ou com ajuda da amigos.

11.3 – Checagem de equipamentos. Uma nova checagem de equipamentos será realizada na praia para confirmar se os equipamentos apresentados e checados no dia da recepção são os mesmos que serão usados pelo atleta. Qualquer mudança desclassifica o atleta ou equipe.

11.4 – Largada. Todos os competidores serão convidados a entrar na água 5 minutos antes da largada e devem aguardar a buzina de início.

Neste momento é muito importante que cada remador tenha cuidado com o atleta ao lado, as modalidades desenvolvem diferentes velocidades, e as mais rápidas devem cuidar para que não haja choques ou atropelamentos. Os barcos de apoio seguirão as regras pré-estabelecidas em reunião.

12 – DURANTE A PROVA

12.1 – Politica de corte. Atletas que não completarem metade do percurso em horário entendido pela organização como seguro, serão cortados e retirados da prova, sendo embarcados nos botes da organização. Este tempo de prova será sempre divulgado durante o congresso técnico.

12.2 – Desistência (informar a organização). Atletas que por qualquer motivo desistirem da prova, devem obrigatoriamente informar a organização. Aqueles que, simplesmente forem embora, sem notificar a organização, poderão causar um grande transtorno. A equipe de segurança ficará procurando por este atleta no mar. Qualquer motivo que leve o atleta a desistir da prova obriga o mesmo a informar a organização sobre a sua desistência. Qualquer gasto que a organização tiver na ativação de helicópteros, barcos e equipes de busca, além da Capitania dos Portos e Bombeiros, será cobrado do atleta que corre o risco de ser responsabilizado juridicamente pela atitude irresponsável.

12.3 – Desistência e desclassificação. O atleta desistente estará automaticamente desclassificado.

13 – NA CHEGADA

13.1- O Local da chegada será sempre descrita no site em informações e o tempo de prova será anotado manualmente pelo fiscal.

13.2- Classificação. Será considerado vencedor o atleta ou equipe que finalizar o percurso no menor tempo e a classificação geral também será determinada por tempo de prova.

14 – INSCRIÇÕES

14.1 Recusa de inscrições. Para maior segurança do próprio competidor e da prova os organizadores reservam o direito de recusar qualquer pessoa que deseje participar do evento desde que entenda que esta, por motivo que será apresentado, não esteja preparada para este desafio.

15 – PONTUAÇÕES PARA O RANKING

Prova 1/ 30 Km /60pt.58pt.pt.56pt.55pt.54pt.53pt.52pt.51pt.50pt do 10º em diante

Prova 2 / 12 Km/50pt.46pt.44pt.42pt.40pt.39pt.38pt.37pt.36pt.34pt do 10º em diante

Prova 3 / W2Downwind/90pt.85pt.80pt.75pt.74pt.73pt.72pt.71pt do 10º em diante

Em caso de empate o critério será a melhor pontuação na prova W2 Downwind.

16 – USO DO SPOT GEN3 OU BARCO PESSOAL DE APOIO

Provas de longa distância e realizada em mar aberto, exigem do organizador responsabilidade antes de qualquer coisa. A Ecooutdoor Sports Business tem uma posição bastante clara a respeito e NÃO abrirá mão desta exigência.

Assim como provas internacionais, o atleta que deseja participar deste formato de prova deve sim ter seu equipamento de localização via satélite que permita também, a solicitação de ajuda ou resgate. Por este motivo escolhemos o equipamento SPOT modelo Gen3 da Global Star.

Não atender uma ou outra exigência, desclassifica o atleta.